My Image

News​​​​​​​

Principais assuntos sobre Iluminação Pública que todo deveria saber!

My Image

Uma Breve Introdução à Iluminação Pública


A iluminação pública é essencial para a qualidade de vida da comunidade. É de fundamental importância para o desenvolvimento social e econômico dos municípios e constitui-se num dos vetores importantes para a segurança pública dos centros urbanos, no que se refere ao tráfego de veículos e de pedestres e a prevenção da criminalidade.


Além disso, valoriza e ajuda a preservar o patrimônio urbano, embeleza o bem público e propicia a utilização noturna de atividades como lazer, comércio, cultura e outras.

De quem é a Responsabilidade dos Serviços de Iluminação Pública de sua Cidade


A responsabilidade pelos serviços de elaboração de projeto, implantação, expansão, operação e manutenção das instalações de iluminação pública é do Município (artigo 114, da Resolução ANEEL 456, de 29/11/2000).


Este artigo, combinado com a Emenda Constitucional 039, de 19/12/2002, também reforça a tese de que o Município pode e deve instituir a cobrança da “Contribuição para o custeio do serviço de iluminação pública – COSIP”, a fim de que os consumidores custeiem as despesas com o consumo de energia, manutenção preventiva e/ou corretiva, melhoria da eficiência e a ampliação do sistema de iluminação pública.


Poucos Municípios têm Respostas Prontas às Perguntas Básicas Sobre Iluminação Pública


– Quantos pontos de luz efetivamente existem?
– Qual o real consumo mensal de energia da Iluminação Pública?
– Qual a quantidade e tipo de reclamações mensais?
– Qual o tempo médio de atendimento às reclamações?
– Quais os critérios de qualidade do Sistema de Iluminação?
– Quais as fontes de financiamento e como aplicá-las?


Você Sabe o que é Gestão da Iluminação Pública?


Um conjunto de serviços desenvolvidos e implementados de forma integrada com o objetivo de dotar os serviços de iluminação pública de uma gestão eficaz, visando a máxima satisfação do usuário.

Que tem por objetivo:

​​​​​​​

1 – Dotar o município de um sistema de gerenciamento, manutenção e fiscalização da iluminação pública.
2 – Estabelecer métodos eficazes de controle melhorando a qualidade dos serviços.
3 – Planejar o sistema de iluminação pública.
4 – Definir padrões técnicos.
5 – Implementar ações de combate ao desperdício e a eficientização do uso da energia elétrica.